Estudantes protestam contra cortes na educação pública no governo Bolsonaro

A semana começou com manifestações de estudantes, professores e servidores, em diversas cidades do país, contra o corte de 30% do orçamento das universidades e institutos federais anunciado na semana passada pelo Ministério da Educação (MEC). No Rio Grande do Norte, alunos fizeram um protesto em frente ao campus do IFRN de São Gonçalo do Amarante. “Não fechem nosso IFRN”, dizia a mensagem de um dos cartazes exibidos pelos manifestantes.

WhatsApp Image 2019-05-06 at 16.34.25

Os estudantes entoaram palavras de ordem prometendo que “não vai ter arrego”, numa sinalização de que deverão continuar com as manifestações contra a decisão do MEC, que ameaça o funcionamento dos 21 campi do IFRN, da UFRN e da Ufersa.

Em Salvador (BA), milhares de estudantes fizeram uma caminhada em defesa da educação pública. Uma faixa, exibida na frente do ato, pregava que “Bolsonaro é inimigo da educação”.

Já no Rio de Janeiro (RJ), a manifestação aconteceu em frente ao Colégio Militar, onde era realizada uma solenidade de comemoração pelos 130 anos da instituição com a presença de Bolsonaro.

Em Natal, está previsto um ato na próxima quarta-feira, 8, a partir das 16h, em frente ao Campus Central do IFRN, contra o corte anunciado pelo ministro Abraham Weintraub. No próximo dia 15, seguindo o calendário nacional de mobilizações, haverá um ato unificado em defesa da educação, a partir das 15h, no cruzamento das avenidas Bernardo Vieira e Salgado Filho.